5 Jul 2020

- São Jorge enfrentou um dragão, por que é que eu vou ter medo? – Disse para si mesmo, Azael, girando o botão do rádio em busca de sintonia. Aquele seu amigo estava envelhecendo junto com ele. No começo o rádio falava tudo claro, agora era gemido de desentendimentos, g...

30 Jun 2020

Parada, feito papel recortado e branco no céu, a lua desistira de seguir caminho. Prateava o rio Bacanga, atenta a tudo que acontecia na capela de São Pedro. Como ninguém havia percebido, resolveu se aproximar mais um pouquinho, até que conseguiu ouvir as conversas. As...

13 Jun 2020

Foram as formigas criando caminhos na parede do quarto, que lhe fizeram acordar àquelas horas da madrugada. “Ou o dia já havia tropeçado”? – Pensou espiando por entre a brecha do lençol que lhe envolvia o pescoço e a cabeça.

Levantou-se, abriu só um pouquinho a janela,...

31 May 2020

E vendo se derramando tantos verdes e tantas águas, me pus a pensar. Aqui, com os pés dentro do rio, fico só admirando o sol inventando cores, na derradeira hora do dia. Já, já vai embora, mas amanhã volta. Dança estranha essa do dia com a noite, só se encontram na por...

22 May 2020

Na ilha do Livramento, em Alcântara, era ela quem curava tudo. Dos amores às dores, à qualquer hora, quando lhe batiam à porta. Levantava com paciência, desamarrotava com as mãos o vestido fino, espiava o tempo lá fora e ia atender. Sua casa era como se fosse um cômodo...

23 Apr 2020

Argemiro* acabava de abrir mais uma lata de óleo vazia com a talhadeira. Espiou o nascimento das primeiras estrelas e sentindo o cansaço do dia, decidiu que era hora de parar. Sentou-se numa cadeira de madeira e pediu à mulher que trouxesse um pouco de café. Tirou o ci...

23 Apr 2020

Foi o som daquele motor gaguejando no céu, que chamou a atenção da cidade. O dia há pouco havia nascido, por isso o azul ainda era tímido, borrando um resto de madrugada. Na beira do campo as canoas cheias de peixes eram disputadas pela gente em busca do almoço, e cada...

16 Apr 2020

- Pregado é bom, mas ariar caldeirão não é serviço pra cristão. Mas não há no mundo coisa mais gostosa do que um caldo de bagre jogado sobre um arroz quentinho, e a farinha biriba vir mais por cima, abafando os dois, feito caeira – Falava Velha Zeferina, sozinha no jir...

15 Apr 2020

- O fogo mudou de cor, tá na hora de botar os tambor pra quentar. Pode trazer, criança – Ordenou Venâncio com a garrafa de conhaque que acabara de receber das mãos de Zé Macaco. Perto deles conversavam os outros tocadores: Leonardo, Nivô e Felipe, esperando a hora de e...

2 Apr 2020

Ninguém sabe bem quando ela começou a guardar a chuva. Os mais velhos diziam que fora logo depois de uma febre alta, que lhe embrulhou os sentidos e desmantelou o juízo, durando uma semana. Nem um dia a mais, nem um dia a menos, como se fosse doença causada pelas horas...